13 de julho de 2015

2 anos sem você, Cory ♥

visitem meu novo blog: Intimorato


Confesso que não sei como começar este texto. Não sei se devo fazê-lo do jeito gramaticalmente correto ou só desabafar. Talvez a segunda opção, sim?

Cory, eu farei este texto diretamente para você. Sim, ele já é para você, mas eu quero te fazer perguntas... A primeira delas é por quê? Por que você teve que ir a Vancouver naquele dia? Por que você se entregou a bebida e às drogas naquele dia? Por que você fez isso, uh?
Eu estava tão feliz quando soube em maio de 2013 que você foi para a reabilitação. Eu pensei “Ele vai se curar. Ele vai ficar bem. Ele vai superar”. A Lea, os fãs, seus amigos e colegas de elenco, familiares, todos estávamos com você. Todos confiavam em você. Mas, sinceramente, Cory você me decepcionou. Eu sei como o vicio age, sei que é um instinto que não dá para controlar. Sei que simplesmente não... Dava. E eu tenho tanta raiva. Mas eu sei que não posso te culpar. Mas ao mesmo tempo eu culpo.
Eu me acho tola por chorar por alguém que eu nunca conheci e nem conhecerei. É ridículo. É horrível. Sempre que ouço a sua voz em qualquer canção de glee, eu choro. Quando ouço i’ll stand by you e você começa com “Oh, Why you look so sad? Tears are in your eyes, come on and come to me now”.  Você sabe o quanto eu gostaria de ir até você? Você sabe o quão impactante sua vida foi sobre a minha? Você sabe quanta coisa me ensinou? Você sabe o que é ser ridicularizada por amar alguém que eu nunca conheci? E que talvez eu tenha me apaixonado somente por um personagem? Não. Eu não acredito nisso. Você era uma pessoa boa. Suas boas ações passam por cima de qualquer erro do passado. Eu te amo.
Nessas horas eu gostaria de acreditar em um deus. Gostaria de saber que, após a morte, só existe o céu e o inferno. Você definitivamente iria para o céu. Gostaria de confortar meu coração com isso. Eu nem sei o que aconteceu com você. Onde você está agora, grandão? Você sabe o quanto sinto sua falta? O que você estaria fazendo agora? Terminaria glee, casaria com a Lea, manteria sua carreira de ator de comédia? Talvez um drama? Continuaria tocando na sua banda? Vocês teriam filhos? Quais seriam os nomes, hein? Por que, Cory?
Você foi a primeira pessoa que perdi. Todos os meus familiares que morreram ou eu era bem pequena para lembrar ou não tinha intimidade. Se com você "um mero ator canadense" eu me despedacei tanto, imagina com alguém mais próximo? Como eu ficaria? A realidade é tão cruel. E às vezes eu só quero ficar em um canto e idealizar de que tudo está bem. Nada aconteceu. Mas não é a verdade. 
Este texto pode estar confuso, mas eu não ligo. Eu só coloquei para fora o que venho sentindo há dois anos. Dois anos sem você, Cory. Obrigada por ser o Finn. Nós te amamos. Obrigada por tudo, grandão. Obrigada por me fazer acreditar! 

Cory Monteith 1982 - 2013
  
Eu realmente não queria, mas estou chorando agora. 

4 comentários:

  1. Não me faz chorar, Malu </3
    O pior é que eu me pergunto a mesma coisa... Por que, né?
    Mas eu o amo para sempre... Não importam quais foram as escolhas dele. Ele sempre estará no meu coração ♥

    ResponderExcluir
  2. "Eu realmente não queria, mas estou chorando agora." eu lendo esse texto, sério mesmo.
    É tudo o que eu queria escrever sobre ele, mas nunca consegui. As vezes fico com raiva dele porque sinto que ele deveria ter tentado mais e que ele tinha tudo, mas que esse tudo sempre pareceu vazio para ele. Sinto que ele jogou tudo fora, inclusive todo o amor que recebia por algo insignificante. Então fico imaginando como deve ter sido difícil para ele e quanta dor ele deveria sentir para sempre recorrer as drogas e ser tão dependente. Quando grande deveria ser isso? Nem quero pensar que esse ato dele é considerado suicídio e suicidas não vão para o céu segundo a bíblia (mesmo não sendo religiosa, penso dessa forma). Só quero que ele esteja em paz, cercado de amor e não sofrendo mais.
    Queria que ele tivesse tentando mais do que tentou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu vi que tinha um comentário a mais ali, ai vim ver e... Comecei a chorar de novo.
      É exatamente assim que me sinto, mas quando paro para pensar... parece tão errado. Ele era viciado desde os 17 anos. Porra! quase mais de 10 anos com esse vício, como ele iria parar agora? Eu também queria que ele tivesse tentado mais... É tão difícil acreditar que alguém morreu.

      Excluir

Vai comentar? ☆*・゜゚・*\(^O^)/*・゜゚・*☆
Muito que bem, mas vamos ler algumas regrinhas antes? ♡
→ Por favor, não ofenda ninguém. Nem a mim, nem outro leitor. Este espaço é para expor suas opiniões e ideias sobre minhas postagens, não para disseminar ódio, ok?
→ Não irei seguir o seu blog só por você estar pedindo, irei visitá-lo e se gostar do conteúdo acompanharei.
→ ✿ Não faça comentários preconceituosos ✿
→ Acho que é só. Agora que entendeu tudinho, pode comentar.